Caso Bruno Mendes avança lentamente

Nesta quinta-feira, a pedido do desembargador Roberto Nobrega de Almeida Filho, as partes do caso Bruno Mendes foram informados sobre a movimentação mais recente do mandado de segurança pedido pelos advogados do jogador.

Guarani, Botafogo, Macaé, clube no qual Bruno Mendes foi resgistrado depois de comprado pelo grupo HAZ, o ex-jogador Andrei e a União Federal foram citados para receberem um ofício. Nele o desembargador explica que pediu informações sobre o caso ao juiz e aguarda para dar um parecer sobre o mandado de segurança.

A decisão foi proferida na segunda-feira, mas os ofícios foram encaminhados apenas nesta quinta-feira. Bruno Mendes teve seus direitos econômicos penhorados em ação trabalhista do ex-jogador Andrei contra o Guarani. Com isso, toda a negociação envolvendo o jogador foi anulada, inclusive o empréstimo feito pelo Macaé ao Botafogo.

Uma audiência está marcada para o dia 11 de janeiro do ano que vem. O presidente do Guarani, Rodrigo Ferreira, teve uma reunião com representantes de todas as partes na terça-feira para procurar uma solução para o caso.

Mesmo que o jogador tenha o seu pedido deferido na Justiça, o Botafogo já declarou que não irá utilizá-lo contra o Flamengo, sábado, no Engenhão, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em botafogo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s